Abas

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Imagine

Nos anos 80, esperávamos com ansiedade que a escola de inglês FISK distribuísse um folhetinho com músicas do "hit parede"(nossa! desenterrei!!) com suas traduções.

Isso me ajudou a conhecer muitas palavras e expressões em inglês que jamais esqueci.

Aí chegou a música Imagine de John Lennon:



 

Na época eu era católica e fiquei indignada com várias partes da música. Principalmente quanto a não ter mais religiões. E onde iriam os justos sem um Céu?
 
 
E tinha ainda outras coisas que eu considerava serem um divisor entre as pessoas decentes e as outras desordeiras.

O tempo passou, tornei-me espírita e tudo mudou. Tudo que ele falava, comecei a concordar e até torcer por isso.

 E no dia 17, aconteceu uma surpresa: estávamos ansiosos para assistir uma palestra da nossa querida Heloisa Pires pelo mês de Meimei, na Casa do Caminho. Mas infelimente houve um imprevisto que a impediu de vir e , de última hora, a  Maria Lúcia conseguiu trazer alguém muito especial: Irmã Luizinha.
 
Católica por religião e caridosa por vocação, ela nos contou sobre sua vivência com os índios Guaranis de São Paulo. Nos ensinou algumas expressões, explicou seus costumes, as aventuras para ajudá-los a conseguir sua cidadania
 
Foi delicioso ouvi-la, sem comparações entre suas convicções católicas, as dos índios e as espíritas.
 
Aí lembrei de Imagine. Não existirão religiões, mas um jeito muito respeitoso e sincero para se conhecer e seguir nosso Deus, Jesus e por em prática outros exemplos maravilhosos que todas as religiões possuem.
 
E mesmo havendo diferenças, um dia ninguém será chamado de branco, negro, índio, japonês...Só haverá uma raça: a humana!
 
Obrigada, Casa do Caminho Meimei pela palestra inesquecível!

Nenhum comentário:

Postar um comentário